Invertemos os papéis

still-3-1.jpg

Será uma sessão às avessas a que o Shortcutz Guimarães propõe para o mês de Outubro. Em competição há dois filmes que invertem os papéis que habitualmente esperamos ver desempenhados nas narrativas cinematográficas. Numa das curtas-metragens há cães que parecem ter emoções humanas; noutra há casas que voam com gente a fugir ao deserto.

O primeiro filme em competição na próxima sessão é “Thursday Night”, um ‘thriller’ protagonizado por duas cadelas. Realizado por Gonçalo Almeida, o filme estreou no Curtas Vila do Conde e teve passagem pelo festival de Sundance, nos EUA, um dos mais importantes do cinema independente em termos internacionais.

“Thursday Night” é o motivo para o regresso de Gonçalo Almeida ao Shortcutz Guimarães depois de, no ano passado, ter apresentado “Condrong”. O filme foi um dos premiados na edição 2017, recebendo o galardão para a melhor realização – ex-aequo com Gonçalo Loureiro, por “Marasmo”.

Na competição de Outubro será também exibido “Água Mole”, um filme de animação de Laura Gonçalves e Xá (Alexandra Ramires), produzido pelo colectivo vimaranense Bando à Parte.

Desenvolvida com recurso à técnica da gravura, este filme é um retrato poético da desertificação do interior do país através do ponto de vista dos que se recusam a abandonar o local onde nasceram, juntando entrevistas reais a uma narrativa ficcionada. “Água Mole” passou, entre outros festivais, pela 42.ª edição do Toronto International Film Festival.

A convidada da sessão é Sara David Lopes, Co-directora do Festival Olhares do Mediterrâneo a quem entregamos a “Carta Branca” da sessão. A escolha recaiu sobre Negah (Gaze), de Farnoosh Samadi, um filme iraniano, premiado internacionalmente em vários festivais durante o último ano e que fez parte da selecção, entre outros, dos festivais de Locarno e Curtas de Vila do Conde.

A sessão de Outubro, acontece no último dia do mês, 31, na sede do Cineclube de Guimarães. Como sempre, a entrada é livre. O início está agendado para as 22h00.

“Água Mole” de Alexandra Ramires (Xá), Laura Gonçalves

“Thursday Night” de Gonçalo Almeida

Negah (Gaze) de Farnoosh Samadi

Anúncios

#22 Negah (Gaze)

CARTA BRANCA | Sara David Lopes

still-4.jpgCo-directora do Festival OLHARES do MEDITERRÂNEO – Cinema no Feminino

 

Negah (Gaze) de Farnoosh Samadi

Irão | fic | 2017 | 15′

 

Sinopse: Na viagem de autocarro do trabalho para casa, uma mulher testemunha algo ilícito a acontecer e a decisão moral de denunciar publicamente a situação, torna o restante caminho numa tortuosa fuga cheia de ansiedade que somente a chegada a casa pode aplacar.

Com: Marzieh Vafamehr, Amirreza Ranjbaran, Pedram Ansari, Safoura Kazempour, Gholamreza Rahimi, Mehrdad Mohammadi, Kiana Asadi, Mehran Elhamifar e Babak Karimi

Argumento: Ali Asgari e Farnoosh Samadi

Direcção de Fotografia: Ashkan Ashkani

Montagem: Yalda Jebelli

Música original:  Navid Fashami

Produção: Pouria Heidary Oureh | Three Gardens Film

#22 “Thursday Night”

Sequence 010.jpg

“Thursday Night”, de Gonçalo Almeida

07’36’’; 2017

 

Com: Bimbo, Dakota

Realização/Argumento: Gonçalo Almeida

Direcção de Fotografia: JP Garcia

Som: Ania Przygoda

Montagem: Ricardo Saraiva

Música: Gonçalo Almeida, Zé Valério

Produção: Tiago Rosa-Rosso Carvalhas

 

Sinopse: Durante a noite, um estranho presta uma visita a Bimbo, para lhe entregar uma mensagem importante.

#22 “Água Mole”

am_7.jpg

“Água Mole”, de: Alexandra Ramires (Xá), Laura Gonçalves

09’15’’; 2017

 

Realização: Alexandra Ramires (Xá), Laura Gonçalves

Argumento: Alexandra Ramires (Xá), Carolina Freitas, Laura Gonçalves

Montagem: Alexandra Ramires (Xá), Laura Gonçalves

Música: Nico Tricot, Ricardo Santos Rocha

Som: Pedro Ribeiro, Pedro Marinho

Animação: Cátia Vidinhas, Inês Teixeira, Pedro de Almeida, Laura Gonçalves, Alexandra Ramires (Xá)

Voz Off: Conceição Esteves, Horácia Alves, Fernando Escaleira, Diamantino

Produção: Rodrigo Areias | Bando à Parte

 

Sinopse:  Os últimos habitantes de uma aldeia não se deixam submergir no esquecimento. Num mundo onde a ideia de progresso parece estar acima de tudo, esta casa flutua.