SD#2 – Altas Cidades de Ossadas

Karlon.jpg

Sessão Dupla #2 – Altas Cidades de Ossadas, de João Salaviza

Portugal, 2017, DOC·FIC, Cor, 19′

Realizador: João Salaviza

Produtor: Pedro Pinho; Terratreme Filmes

Argumento: Carlos Furtado Gomes “Karlon”, João Salaviza, Renée Nader Messora

Fotografia: Vasco Viana

Montagem: Edgar Feldman, João Salaviza

Música: Karlon

Som: Rafael Cardoso

Sinopse: Karlon, nascido na Pedreira dos Húngaros e pioneiro do rap crioulo, fugiu do bairro onde foi realojado. Noites de vigília, sob um febril calor tropical. Entre as canas de açúcar, um rumor. Karlon não parou de cantar.
Altas Cidades de Ossadas é um tateio inquisitivo e imaginativo às suas memórias, ao cerco institucional, e às histórias submersas de um tempo sombrio.

Anúncios

João Salaviza e Karlon na segunda Sessão Dupla

ALTAScidadesOSSADAS1.jpg

O realizador João Salaviza e o rapper Karlon Krioulo são as figuras em destaque na Sessão Dupla, iniciativa com a qual o Shortcutz Guimarães assinala a chegada do Verão e a pausa nas suas sessões competitivas. “Altas Cidades de Ossadas”, dirigido pelo primeiro e protagonizado pelo segundo, é o filme convidado desta sessão especial, a que se segue um concerto de Karlon, em estreia em Guimarães, no terraço da sede do Cineclube de Guimarães.

Depois do Urso de Ouro, em 2012, com “Rafa”, João Salaviza regressou ao Festival de Berlim no ano passado para apresentar “Altas Cidades de Ossadas”. A curta-metragem é protagonizada por Karlon, co-autor do argumento do filme com o próprio realizador.

O rapper nascido no bairro da Pedreira dos Húngaros, em Lisboa, interpreta um jovem rapper que está paranóico e farto da vida na cidade. Fugiu do bairro onde foi realojado e, entre noites de vigília, um febril calor tropical, canas-de-açúcar e um rumor, não parou de cantar.

O filme abre (22h00) a Sessão Dupla do Shortcutz Guimarães, no próximo dia 6 de Julho, na sala de projecção da sede do Cineclube de Guimarães, onde acontecem as sessões regulares deste festival de curtas-metragens, todas as últimas quartas-feiras de cada mês.

Depois do filme, será altura de rumar ao terraço da sede do Cineclube de Guimarães, para o primeiro concerto de Karlon na cidade. Depois de um ano a levar o disco “Passaporti” a festivais como o Nos Alive ou o Vodafone Mexefest, o rapper reeditou este ano o seu último trabalho em vinil.

Passaporti é um álbum que o leva às raizes, juntando os sons tradicionais cabo-verdianos que ouvia em casa (morna, coladera, funaná) e os beats do rap com que se desenvolveu desde os 12 anos, nas ruas da Pedreira dos Húngaros.

Karlon é um Mc é um descendente de cabo-verdianos, nascido em Lisboa. Formado no curso Artes e Ofícios do Espetáculo (Chapitô), este músico e compositor é um dos pioneiros do Hip Hop crioulo em Portugal, tendo fundado em 1994 o grupo Nigga Poison.

A partir de 2011, seguiu a sua carreira a solo com “Nha Momentu”, em 2013 lançou a mixtape “Paranóia” e em 2015 o álbum “Meskalina”, que antecedeu “Passaporti”. Para este ano, Karlon tem uma nova edição prevista.

A Sessão Dupla acontece no dia 6 de Julho, na sede do Cineclube de Guimarães e tem entrada livre.