#56 Mãe há só uma

“Mãe há só uma”, de João Canijo | Convidado: João Canijo

2006, 35’
Com: Rita Blanco, Vera Barreto
Realização: João Canijo
Produção: João Canijo
Guião: Rita Blanco, Vera Barreto
Fotografia: Mário Castanheira
Edição: João Braz


Sinopse: Um momento na vida de uma mãe em luto, com a crise de identidade da sua filha adolescente. A mãe insiste em querer entender o que só ela deve aceitar, a filha não sabe explicar o que deve ser aceite.

#56 Nestor

“Nestor”, de João Gonzalez

2019, 6’
Realizador: João Gonzalez
Produtor: João Gonzalez, Royal College of Art
Argumento: João Gonzalez
Fotografia: João Gonzalez
Montagem: João Gonzalez
Música: João Gonzalez, Miguel Teixeira
Som: Ed Rousseau, João Gonzalez

Sinopse: Nestor, um homem com vários comportamentos obsessivo-compulsivos, vive num barco-casa instável que nunca para de oscilar.

#56 Miragem Meus Putos

“Miragem Meus Putos”, de Diogo Baldaia

2017, 24’

Com: Maza, João Marcelo, Maura Carneiro, Duarte Águas
Argumento: Diogo Baldaia
Fotografia: Leonardo Simões
Som: Nuno Henrique
Montagem: Diogo Baldaia
Produtor: Diogo Baldaia, Maura Carneiro, Manuel Rocha da Silva

Sinopse: Três histórias de juventude: o encantamento infantil, a aspiração adolescente e o desejo de evasão dos jovens adultos.

#55 “Parabéns!”

“Parabéns!” de João Pedro Rodrigues | Convidado: João Pedro Rodrigues

1997, 15’

Com: João Rui Guerra da Mata, Eduardo Sobral, Sónic – O Gato

Realização e Argumento: João Pedro Rodrigues

Produção: Amândio Coroado

Imagem: João Pedro Rodrigues

Montagem: Vítor Alves, João Pedro Rodrigues

Som: Nuno Carvalho

Sinopse: A escuridão silenciosa do quarto é rasgada por uma mensagem de parabéns gravada no atendedor de chamadas. Um despertar brusco para Chico, no dia em que faz 30 anos. Grande confusão: tarde demais para ir ter com a namorada, tarde demais para ir à reunião na Expo 98 e, ainda por cima, uma ressaca de morte. 

Mas isto não é tudo. Na cama, deitado ao seu lado, está um jovem com quem passou a noite. 

Mas é preciso retomar os gestos de todos os dias. 

Entretanto, o companheiro de uma noite, de olhos azuis e corpo felino explora a casa, curioso, com a irrequieta felicidade de quem tem 20 anos e todo o tempo do mundo para perder. 

É a sua fome de viver que irá levar a melhor, num jogo não declarado, sobre o que poderia ter sido para Chico mais um banal dia de anos…

#55 “Flumen”

“Flumen”, de Frederico Ferreira

2019, 18’40’’

Com: João de Brito, Teresa Faria, João Pedro Dantas, Diana Nicolau, Afonso Lagarto, Nuno Pereira, Rui Simões

Argumento, Realização, Produção: Frederico Ferreira

Direcção de Fotografia: Diogo Rola

Direcção de Som: Henrique Vassalo

Montagem: Afonso Oliveira

Sinopse: Numa vila do interior, David, um jovem de trinta anos, confronta-se com uma difícil decisão: ir viver com a namorada de longa data para a capital, lutando por uma relação cada vez mais debilitada pelas diferenças entre ambos, ou continuar a viver com a mãe, que sozinha dificilmente conseguiria suportar as despesas. Numa sociedade cada vez mais frenética, cosmopolita, materialista, veneradora da rede social e do constante estado de felicidade aparente, aborda-se o direito à reflexão e à solidão, a contemplação do livro, da rádio, do palco, da natureza, a consciência do envelhecimento e a finitude da liberdade.

#55 “3 Anos Depois”

“3 Anos Depois” de Marco Amaral

2018, 13’

Com: Ana Moreira, Custódia Gallego, Francisco Soares

Realização e Argumento: Marco Amaral

Fotografia: Carlos Lopes

Som: Miguel Martins

Montagem: João Braz, Marco Amaral

Produção: Pandora da Cunha Telles, Pablo Iraola / Ukbar Filmes

Sinopse: Uma mulher regressa. Agora que a noite caiu, a tempestade já se pode aproximar.

Shortcutz regressa em dose dupla

Depois da pausa forçada por causa da pandemia, o Shortcutz Guimarães está de regresso neste mês de Setembro. As sessões passam a ter uma periodicidade quinzenal, de modo a permitir cumprir a programação de sete sessões regulares até ao final do ano civil.

A primeira sessão após a pausa está marcada para o dia 16 de Setembro e o seu alinhamento era já conhecido. Será recuperada na íntegra a programação que estava prevista para Março, com João Pedro Rodrigues como convidado.

Será exibido o filme “Parabéns!” (1997), primeiro filme profissional –  depois de “O Pastor” (1988), feito ainda no contexto da escola de cinema – do realizador, marcando o início da sua carreira internacional, com passagem pelo Festival de Veneza, onde foi premiada com uma Menção Especial do Júri.

“Flumen”, de Frederico Ferreira, e “Três Anos Depois” de Marco Amaral, são as duas curtas em competição a 16 de Setembro.

Este ano, o Shortcutz Guimarães vai programar filmes que marcaram a história do cinema de curto formato em Portugal. A intenção é exibir as primeiras obras de realizadores que marcam hoje indelevelmente a produção cinematográfica em Portugal, numa viagem ao passado das suas criações. Na segunda sessão de Setembro, marcada para o dia 30, o filme convidado é “Mãe Há Só Uma” (2006), de João Canijo.

“Nestor”, de João Gonzalez, e “Miragem, Meus Putos”, de Diogo Baldaia, são os filmes em competição na sessão de 30 de Setembro.

As sessões continuam a acontecer às 22h00, com entrada livre. Atendendo ao contexto sanitário actual, a lotação passará a ser limitada e o acesso vai fazer-se por ordem de chegada. No interior da sala será obrigatória a utilização de máscara, bem como o cumprimento das demais determinações das autoridades de saúde para as actividades culturais.

#54 “Teus braços, minhas ondas”

1

Teus braços, minhas ondas”, de Débora Gonçalves

2019, 17’30’’

 

Com: Ana Brandão, Manuel Wiborg

Realização, Argumento – Débora Gonçalves

Direcção de Fotografia: Mariana Teixeira

Direcção de Som: Vasco Silva

 

Sinopse: Um casal, mulher e homem, unidos pelo amor, pelos anos e pelas lutas acontece a fragilidade e a dificuldade económica. Não tendo o que mais dar ou fazer, cedem-se um ao outro, um pelo outro.

 

#54 “Purple Boy”

vlcsnap-2020-02-18-10h55m21s193

#54 “Purple Boy”, de Alexandre Siqueira

2019, 14’

 

Realização: Alexandre Siqueira

Produção: Luna Blue Films, Ambiances… A. S. B. L., Rainbox Productions e Bando À Parte

 

Sinopse: Após um estranho e misterioso evento, Grão nasce na horta, emergido da terra, como se fosse uma planta. Para Razina é um menino, e a criança é educada assim. Durante 17 anos Grão cresce, preso à horta. Um dia, Grão, já adulto, sai da terre e descobre o seu corpo. Será ele capaz de encontrar a paz interior partilhando um género biológico que não corresponde a sua identidade?